jump to navigation

A quintessência da ironia divina 12 março, 2012

Posted by Alysson Amorim in Uncategorized.
trackback

Publicado originariamente em 26/12/2010

AULETE [Ironia] 3. Acontecimento ou desfecho contrário ao que se esperaria das circunstâncias

Borges, rejeitando compaixão e amargura, louvou a “magnífica ironia de Deus”, que deu-lhe “a um só tempo os livros e a noite”. Ao mais generoso dos leitores foi concedida licença divina para fatigar sem rumo pelos confins de uma “alta e funda biblioteca cega”.

Era 1708, e em carta dirigida ao Conselho Municipal de Manchausen um homem acusa a falta de recursos materiais, segundo ele obstáculo para realização do “verdadeiro fim” de sua vida: “regularizar os serviços musicais da Igreja”. Ao homem que lamentava órgãos quebrados e posava como modesto reformador da música eclesiástica luterana, fora atribuído o nome de Johann Sebastian Bach. Documentos subscritos por membros da comunidade eclesiástica acusavam-no “de intervir no órgão com sons estranhos e acordes feios, de modo que os fiéis perdem a melodia, não podendo mais acompanhar pelo canto o serviço sacro.” O zeloso reformador da música sacra alargou suas fronteiras ao ponto dramático de aniquilá-la: e entregá-la a instrumentos e sons profanos, e fazê-la ressoar em definitivo nos templos da música secular. Por magnífica ironia divina, Bach estava ligeiramente enganado quanto a sua vocação.

Deus, o inenarrável e o que opera nos salões da eternidade, quando narrado, e portanto quando por subversão conduzido ao tempo, revela-se sempre deliciosamente irônico. Ou tragicamente, se a pena e o gênero assim o exigir.

Ironia maior foi sua encarnação –  foi conduzir-se ao tempo, e não mais em palavras. Em carne. Foi encerrar-se na vertigem do labirinto.

A quintessência da ironia de Deus foi não ter poupado nem a si.

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: