jump to navigation

Fundamentalismo 28 agosto, 2009

Posted by Alysson Amorim in Uncategorized.
trackback

J. Moltmann [via Observatório Bíblico]

Os fundamentalistas não reagem às crises do mundo moderno, mas às crises que o mundo moderno provoca em sua comunidade de fé e em suas convicções básicas. A convição de fé se baseia na segurança da autoridade divina. Nas assim chamadas Religiões do Livro, é a autoridade divina do documento da revelação: a palavra de Deus é, como o próprio Deus, sem erro e infalível (…) As ciências históricas e empíricas do mundo moderno são reconhecidas enquanto concordarem com [o documento divino da revelação], mas são rejeitadas se questionarem esta autoridade intemporal (…) O documento divino da revelação não pode estar sujeito à interpretação humana mas, ao contrário, a interpretação humana deve estar sujeita ao documento divino da revelação. O fundamentalismo exclui todo juízo racional sobre a condicionalidade histórica de sua origem e sobre a diferença hermenêutica em relação às condições mudadas do presente. O conteúdo de verdade do documento da revelação é intemporal e não precisa ser constantemente explicado ou atualizado, mas apenas conservado intocável. O fundamentalismo baseado na revelação não argumenta, apenas afirma. Não pede compreensão, mas sujeição. Não se trata absolutamente de um problema hermenêutico mas de uma luta pelo poder: ou a palavra de Deus ou o ‘espírito da época’. O fundamentalismo também não é um fenômeno de retirada ou de defesa, mas de avanço sobre o mundo moderno para dominá-lo. Faz parte das várias estratégias teo-políticas atuais…

Anúncios

Comentários»

1. Janete Cardoso - 28 agosto, 2009

Sabe o que acabei de ler?
Se os discípulos calassem, as pedras clamariam, porque afinal de contas, para Deus nada é impossível, se Ele quiser, as pedras evangelizarão o mundo! =/

Já vi muito cara de pau pregando, pedra ainda não…

2. Paulo Brabo - 29 agosto, 2009

“Não se trata absolutamente de um problema hermenêutico mas de uma luta pelo poder”.

3. André Egg - 29 agosto, 2009

Não acredito que o fundamentalismo seja uma comunidade de fé reagindo a crises provocadas pelo moderno.

Por que o fundamentalismo é um expressão puramente moderna. Está dentro do que Hobsbawn classificaria como tradição inventada. Um passado que nunca existiu precisa urgentemente ser criado no imaginário das pessoas como modo de sustentação de um discurso político. (Como o chá da família real britânica no terraço do palácio, “tradição antiga” que foi na verdade criada para passar na televisão.)

O fundamentalismo é assim, paradoxalmente, uma aplicação do cientificismo mecânico oitocentista às concepções de mundo e de história, tentando sustentar uma visão de Deus e da Bíblia que não tem qualquer razão teológica. Ele se apoia na modernidade racional apesar de recusá-la em alguns aspectos periféricos.

É mais fácil associar o fundamentalismo aos interesses do capitalismo anglo-saxão (o que também é fato para uma aparente contraposição do evolucionismo).

Eu diria que a base do fundamentalismo é a tentativa de aplicar a lógica do copyright à interpretação da Bíblia…

4. Paulo Silvano - 14 setembro, 2009

Concordo que com vc, pois “Não se trata absolutamente de um problema hermenêutico mas de uma luta pelo poder”. Como frisou Ruben Alves “A questão da definição da verdade, portanto, em última análise, é uma questão de poder”.

5. Paulo Silvano - 14 setembro, 2009

Concordo que com vc, pois “Não se trata absolutamente de um problema hermenêutico mas de uma luta pelo poder”. Como frisou Ruben Alves “A questão da definição da verdade, portanto, em última análise, é uma questão de poder”.

6. Sony Alpha A200 Review - 27 novembro, 2011

At least some bloggers can write. Thanks for this read!!!

7. Туризм - 27 novembro, 2011

You could not be more on the money!

8. natural healing center - 28 novembro, 2011

Extraordinarily well executed post.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: